Cúpula de Nairóbi: organizações denunciam posição do governo brasileiro

19/11/2019 - Redação Gestos

Documento assinado por 170 organizações do Brasil e internacionais denunciam a mais recente posição inconstitucional do governo brasileiro na Cúpula de Nairóbi sobre direitos sexuais e reprodutivos, especialmente sobre a questão do aborto como um problema de saúde pública que afeta milhares de mulheres. O documento, assinado por redes de todo o Brasil que atuam em diferentes campos, recebeu o apoio de entidades de 15 países.

O posicionamento será encaminhado ao Supremo Tribunal Federal e ao Congresso Nacional, como instrumento de denúncia à posição do Executivo Federal, que segue reiteradamente em desacordo aos marcadores legais brasileiros.

Confira o documento divulgado pelas entidades:

Posicionamento Soc Civil Brasil – Cupula Nairobi