Home > Comunicação > Notícias

Atendimento jurídico da Gestos pede socorro para se manter

Atendimento jurídico da Gestos pede socorro para se manter

Em funcionamento desde 1995, o serviço jurídico da Gestos já atendeu mais de 3 mil pessoas e acompanhou cerca de 2 mil processos na Justiça, garantindo os direitos das pessoas vivendo com HIV e Aids. O serviço de assessoria jurídica foi criado para cuidar dessas pessoas, ajudando-as em situações de discriminação no ambiente de trabalho, direitos previdenciários, direitos à saúde e recursos administrativos ao INSS. Apenas em 2019, impetrou 231 processos e realizou 779 atendimentos. Hoje, a continuidade desse serviço, que é gratuito e oferecido por profissionais de direito especializadas, está ameaçada por falta de recursos.

Por isso, visando manter o atendimento jurídico no segundo semestre de 2020, a ONG está com uma campanha de financiamento coletivo na plataforma Kikante, com a meta de alcançar R$ 77 mil e cobrir os custos até dezembro de 2020. Atualmente são 200 processos em andamento acompanhados pelo Jurídico da Gestos.

Qualquer valor é importante e ajuda a Gestos a manter o atendimento às pessoas que vivem com HIV e Aids.

Em defesa dos direitos das pessoas que vivem com HIV e Aids

As demandas das pessoas vivendo com HIV têm crescido, especialmente no contexto da COVID-19, com mais violações de seus direitos, mais preconceito, estigma e discriminação. Quarenta anos depois do início da epidemia do HIV, mesmo com avanços da ciência sobre tratamento e prevenção, a desinformação é grande e elas seguem impactadas por uma realidade que as oprime, com difícil acesso à justiça.

“A assessoria jurídica da Gestos se consolidou como uma referência nacional pela sua qualidade. É um serviço fundamental para as pessoas vivendo com HIV e Aids conseguirem pleitear seus direitos na justiça, ainda mais agora, num contexto de maior perda de direitos”, ressalta Jô Meneses, coordenadora de Programas Institucionais da Gestos.

O setor funciona com uma advogada contratada e uma advogada voluntária, com atendimentos com hora agendada. Nesse período de distanciamento social exigido para evitar a propagação da COVID 19 o serviço jurídico continua atendendo por telefone.

Sua ajuda é importante e vai garantir a permanência desse serviço relevante! Apoie com qualquer valor e nos ajude a divulgar essa campanha.

Denuncie

Se você tem HIV/Aids e encontra dificuldades para acessar os serviços de saúde; se sofre discriminação; se faltam medicamentos na sua cidade; ou se o seu benefício for ameaçado, entre em contato com a gente. Seu anonimato está garantido.