Comunicadores participam de workshop do Unaids no Recife

11/06/2019 - Redação Gestos

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), com apoio da ONG Gestos – Soropositividade, Comunicação e Gênero e do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), realizou no Recife no último dia 6 de junho o workshop “Comunicação e Zero Discriminação em HIV e AIDS”.

O curso foi realizado na sede da Gestos. O público-alvo da iniciativa são, prioritariamente, profissionais e estudantes da área de comunicação (jornalismo, publicidade, relações públicas, assessoria de comunicação e outras áreas afins), incluindo profissionais de comunicação do setor público que trabalhem com os temas de saúde, HIV e AIDS e direitos humanos.

Durante três horas e meia (manhã e tarde),na sede da Gestos no Recife, duas turmas formadas principalmente por jornalistas se atualizaram sobre conceitos e terminologias, e tiveram acesso também a demonstrações sobre as soluções mais adequadas e cientificamente corretas para o desafio da cobertura de temas que envolvem HIV, AIDS, estigma e discriminação, entre outros assuntos.

Reflexão sobre o papel da comunicação

O encontro tentou promover uma reflexão sobre o importante papel da mídia e da comunicação na resposta à epidemia de HIV. “A capacitação faz parte de uma estratégia que busca ampliar o debate nacional sobre HIV e AIDS, abrindo caminhos para que o mundo consiga cumprir o compromisso de acabar com a epidemia de AIDS até 2030, uma meta que faz parte dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)”, explica Daniel de Castro, Assessor de Comunicação do UNAIDS no Brasil.

“Infelizmente, ainda percebemos uma predominância de conceitos ultrapassados, terminologias estigmatizantes e uma falta de cuidado e sensibilidade na cobertura deste tema tanto nas mídias tradicionais quanto nas redes sociais. O objetivo é oferecer ferramentas a estudantes e profissionais para que nos ajudem a transformar essa narrativa e a eliminar o estigma, a discriminação e a desinformação sobre o tema”, complementou.

O workshop no Recife faz parte de uma série de capacitações semelhantes já realizadas em São Paulo (em parceria com a Escola de Comunicações e Artes da USP) e Porto Alegre. Para 2019, estão previstas oficinas de “Comunicação e Zero Discriminação em HIV e AIDS” nas cinco regiões do país. Esta iniciativa faz parte do Plano Conjunto das Nações Unidas sobre HIV e AIDS 2018-2019.