Dia Mundial da Justiça Social: vamos refletir sobre as desigualdades

20/02/2019 - Redação Gestos

O GT da Sociedade Civil para a Agenda 2030 (GTSC A2030) realiza, nesta quarta-feira (20/02), ações nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter para marcar o Dia Mundial da Justiça Social. A data foi instituída em 2007 pela Organização das Nações Unidas (ONU) para fortalecer as agendas contra a pobreza, o desemprego, o preconceito e a exclusão. Neste dia, os países são convidados a desenvolverem atividades voltadas, por exemplo, à erradicação da pobreza e à promoção do pleno emprego e o trabalho digno, da igualdade de gênero e do acesso ao bem-estar social e à justiça para todos.

No Brasil, segundo dados da Oxfam, a desigualdade voltou a crescer em 2018, após 15 anos, e os gastos do governo federal com a área social retrocederam a um patamar de 17 anos atrás. Entre os fatores usados para medir a desigualdade estão o racismo e discriminação de gênero. No Brasil, as mulheres ganham 72% dos salários pagos aos homens, enquanto uma pessoa negra recebe o equivalente a 53% da remuneração paga a uma pessoa branca, exercendo a mesma função, também segundo dados da Oxfam de 2018.

As ações do GTSC A2030 para este 20 de fevereiro nas redes sociais foram concebidas com o objetivo de mostrar que a justiça social está no cerne da Agenda 2030, pactuada em 2015 pelo Brasil e outros 192 países integrantes da Organização das Nações Unidas (ONU), por meio da hashtag #ODSéJustiçaSocial. Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e suas 169 metas funcionam como uma bússola para fortalecermos a paz universal com mais liberdade, mais direitos humanos e menos pobreza e desigualdades.

Foram produzidos cinco cards temáticos focando mazelas sociais muito presentes no Brasil atual e que precisam ser eliminadas com urgência, sob pena de não alcançarmos o desenvolvimento sustentável: a pobreza (ODS 1); o machismo e a homotransfobia (ODS 5); o desemprego (ODS 8); e o racismo (ODS 16). Para cada um desses problemas serão apresentadas palavras (pro)positivas: Oportunidade, Igualdade, Diversidade, Dignidade e Equidade, respectivamente.

Além disso, serão disseminadas frases como “Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas é #JustiçaSocial”, no intuito de reforçar a ligação intrínseca entre a Agenda 2030 e o Dia Mundial da Justiça Social. Às 17h, será realizado um tuitaço na rede de microblog Twitter, visando provocar ainda mais barulho acerca do tema.

Sobre o GTSC A2030

O GTSC A2030 é uma coalizão formada por cerca de 40 entidades de todas as regiões do Brasil que, juntas, cobrem todas as áreas dos 17 ODS. O grupo incide sobre o Estado brasileiro e as organizações multilaterais, promovendo o desenvolvimento sustentável, o combate às desigualdades e às injustiças e o fortalecimento de direitos universais, indivisíveis e interdependentes, com base no pleno envolvimento da sociedade civil em todos os espaços de tomada de decisão.